Nº 34 | Julho/ agosto de 2010
Especial

Aparecida, Santuário e 40 anos de peregrinações: com dados, há argumentos

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player


(Clique na imagem para ampliar)

Assim sendo, há uma indissociabilidade, por ora teórica, entre turismo e educação em Aparecida. As novas e outras gerações podem (e devem?) ser educadas e reeducadas sob novos paradigmas. O mundo mudou – e muda – rapidamente. Os valores e crenças que alimentaram a prática do turismo em Aparecida de outros tempos perdem celeremente a capacidade de dar as respostas para as necessidades que as mudanças impõem. E a educação em todos os níveis – e não apenas escolar – é indispensável.

O turismo de Aparecida encontrará uma nova forma de fazer-se, queiram ou não os conservadores. A questão que resta é: quem serão os beneficiários das mudanças? Uma resposta é evidente: o sol não nascerá para aqueles que insistirem em permanecer na sombra.

Como se pode averiguar, os dados não dizem por si, mas uma vez inseridos no contexto ganham força explicativa e podem, se adequadamente interpretados, contribuir para o aperfeiçoamento do modo de fazer turismo em Aparecida nos próximos anos.

Sem dúvida, a atividade turística é a principal fonte de recursos da cidade, movendo a economia local através da geração de emprego e renda. Muitos são os que financeiramente ascenderam – e de forma rápida – através da prática do comércio e atividades correlatas.

São incontáveis as histórias de pessoas que aportaram em Aparecida sem nenhum recurso e nela tiveram a oportunidade de constituir e/ou sustentar suas famílias constituindo patrimônios de dimensões variadas.

Sendo o turismo o principal pilar de sustentação econômica da vida local é fundamental que a ele sejam direcionadas as atenções. É preciso olhar com carinho para o turista. Mais que isso: é preciso tratá-lo com o respeito que ele merece dada a importância que ele tem. É preciso compreender que nenhum negócio ou empreendimento se sustenta se suas bases não forem preservadas e renovadas.

É preciso entender que o desenvolvimento da cidade depende do movimento global e também das ações adotadas em âmbito doméstico. É preciso que a sociedade se organize e participe da definição de seus próprios destinos. É preciso, enfim, uma consciência arejada, mas não rarefeita, de que não mais é aceitável a passividade – preconizada por muitos – daqueles que sempre esperam que alguém faça em seu lugar adotando a cômoda atitude de incumbir o Poder Público e/ou o Santuário Nacional de todas as realizações, eximindo-se de qualquer responsabilidade.

Desconsiderar estas ponderações é optar por um turismo visto como atividade econômica predatória, sem qualquer possibilidade de autosustentabilidade.

Empresários do setor de hospedagem, alimentação e comércio estabelecido e ambulante não podem fechar os olhos ao que acontece da porta para fora de seu estabelecimento. Aparecida não está protegida por uma bolha. Os grandes investidores e conglomerados financeiros não tem limites para saciar sua ânsia cada vez maior por dinheiro e lucro. Será que Aparecida suportaria a chegada destes “piratas modernos”?

Consciência, organização e participação são, doravante, palavras e atitudes fundamentais ao futuro da cidade e de todos que dela dependem. Não se trata de alimentar corporativismos cegos aos problemas gerais. É o contrário que se deve nutrir. E essa visão de popa que vislumbra horizontes se obtém com uma educação que também pauta sua qualidade nas exigências nascidas da organização local da sociedade.

 
 


Zezão Concretagem
Aparecida | SP
Tel.: (12) 3105.2812
São José dos Campos
Tel.: (12) 3936-2005
zezaoconcretagem@uol.
com.br


Princesa do Vale Hotel
Rua Domingos Garcia, 30
Centro | Aparecida, SP
Tel.: (12) 3105.6674

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



Colégio do Carmo
Praça Joaquim Vilela, 360
Guaratinguetá/SP
Tel.: (12) 3132.1722
www.colegiodocarmo.com.br

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



Posto Arco-Íris
Rodovia Presidente Dutra, Km 75 - Sentio Rio/ SP
Aparecida/SP
 
 
  © 2007 • 2014 Jornal O Lince, tem o que ler  | Tel.: (12) 9 9138 5576 | redacao@jornalolince.com.br
  Rua Alfredo Penido, 101, Jardim São Paulo
  Aparecida, SP | CEP 12570-000