Nº 29 | Setembro/Outubro de 2009
Genealogia
Família Machado de Lima: 320 anos de história em Aparecida | Benedicto Lourenço Barbosa1

As mais antigas famílias de Aparecida descendem daqueles povoadores que ali chegaram após receberem sesmarias entre 1647 e 1660.

Vieram da Vila de São Paulo para a região hoje ocupada pelo município de Aparecida: os irmãos Capitães Braz Esteves Lemes e Mateus Leme do Prado. O primeiro com seu genro Antonio Zouro de Oliveira e o segundo com seu sogro Capitão Diogo Barbosa do Rego, bandeirante e vereador da Vila de São Paulo.

O sogro do Capitão Braz Esteves Leme, Antonio Bicudo, também recebeu sesmaria entre Roseira e Curuputuba e o Capitão João do Prado Martins recebeu terras próximas a Itaguaçutiba. Assim, o território de Aparecida era dividido em quatro ou cinco sesmarias e seus donos e suas famílias não atingiam 40 ou 50 membros, possuindo ou não de peças de gentio (escravos indígenas).

As primeiras famílias receberam novos membros através de casamentos dos jovens entre si ou com outros que vieram incorporar-se. As sesmarias, quantidades enormes de terras (algumas com mais de dois mil alqueires), vão sendo divididas, trocadas ou vendidas. Na época do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição (1717), duas gerações após o início do povoamento, cerca de 200 ou 300 habitantes espalhavam-se em pequenos núcleos e constituíam a povoação do território que viria a ser Aparecida. Um destes núcleos, seguramente, existia no Itaguaçu e outro nas Pitas, com possibilidade de núcleos nos Motas e em Pindahytiba.

Os primeiros habitantes, ao menos aqueles de maiores posses, deveriam ter suas casas na sede da Vila de Guaratinguetá, onde teriam suas atividades religiosas (missas, batizados, casamentos, enterros,...) e cívicas (votarem e serem votados para o Senado da Câmara ou Câmara de Vereadores).

Durante este período da administração colonial, os cargos de Juiz Ordinário, Procurador, Alcaide e outros eram preenchidos por decisão da Câmara.


(Clique na imagem para ampliar)

(Clique na imagem para ampliar)

O Capitão Domingos Machado de Lima, nascido por 1664, deve ter vindo para a Vila de Guaratinguetá antes de 1690, pois nesta data ele casou-se com Branca Raposo Barbosa, alguns anos mais jovem, nascida em Guaratinguetá e filha de Estevão Raposo Barbosa e de Helena do Prado da Silva, sendo seus avós paternos: Capitão Diogo Barbosa do Rego e Branca Raposo e avós maternos: Capitão Braz Esteves Leme e Margarida Bicudo de Brito, neta e descendente dos povoadores acima.

Por sua vez, o Capitão Domingos Machado de Lima era filho de Luís da Costa Rodrigues e de Ana Machado de Lima, neto paterno de Gaspar da Costa Rodrigues e de Maria da Silva e neto materno de Brás Machado e de Ana da Costa Seá, esta filha de João da Costa Lima e Inês Machado, descendentes de povoadores da Vila de São Vicente, advindos de Portugal e suas ilhas, por volta de 1540 (dados extraídos de pesquisa do genealogista Helvécio Vasconcelos de Castro Coelho, Revista Asbrap n. 9, SP, 2002).

O Capitão Domingos Machado de Lima exerceu, em 1719, o cargo de Juiz Ordinário e também foi Presidente do Senado da Câmara da Vila de Guaratinguetá, o que nos leva a concluir que esteve presente em datas importantíssimas para a história de Aparecida: o encontro da imagem e a construção da Capela, respectivamente 17 de outubro de 1717 e 26 de julho de 1745.

1Benedicto Lourenço Barbosa é autor do livro “Nossas Origens - Três séculos de História de Aparecida” e ganhador do prêmio Eugênia Sereno 2008, pelo Instituto de Estudos Valeparaibanos.

Para ler o texto completo, baixe a versão em pdf clicando na imagem abaixo.

Este documento não pode ser reproduzido sem o consentimento expresso dos autores. A transgressão desta regra implicará em penalidades da lei. Baixe o texto "Família Machado de Lima: 320 anos de história em Aparecida"
(53Kb)

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player



Alcelétrica
Av. Padroeira do Brasil, 685
Aparecida/SP - (12)3104.1700
Av. J.K. de Oliveira, 890
Guaratinguetá/SP
(12) 3128.6907
www.alceletrica.com.br


Polimédica
Avenida Padroeira do Brasil, 689
Vila Mariana
Aparecida, SP
Tel.: (12) 3105.1377


USEFAZ
Av. Padroeira do Brasil, 957
Guaratinguetá/ SP
Tel.: (12) 3133.6260
usefaz1@uol.com.br


Gustavo Lopes
Rua José Monteiro Amaral, 357
Jardim Paraíba
Aparecida/SP
Tel.: (12) 3105.8439
Cel.: (12) 9744.1194
a.gustavo.lopes@uol.com.br
  © 2007 • 2014 Jornal O Lince, tem o que ler  | Tel.: (12) 9 9138 5576 | redacao@jornalolince.com.br
  Rua Alfredo Penido, 101, Jardim São Paulo
  Aparecida, SP | CEP 12570-000